.news

Keep in moovement

Saiu no Coletiva.net: executiva de atendimento da Moove fala sobre ser mulher e o universo da comunicação

O portal Coletiva.net dedicou um espaço para homenagear as mulheres e marcar o Dia Internacional da Mulher. A partir de hoje, 6 de março, serão publicados artigos de mulheres profissionais da Comunicação a respeito das suas áreas de atuação.

A publicitária e pesquisadora Ariane Xarão, executiva de atendimento da agência Moove, foi uma das convidadas. Ela disserta, principalmente, sobre as mulheres serem exatamente aquilo que desejam ser, sem rótulos ou pré-conceitos nos cargos que ocupam.

Confira abaixo o texto na íntegra.

“Há algum tempo não escrevo mais que um parágrafo em primeira pessoa. Quem me conhece sabe quão metódica acabo sendo, porém, hoje, vai ser diferente. Para celebrar o mês da mulher e a felicidade que é ser dona dos próprios ideais, decido escrever este artigo em primeira pessoa como mais um ato de liberdade, afinal, a liberdade discursiva também me interessa.

No mês em que o mundo revive conquistas, fico satisfeita em compreender que muitas mulheres moveram esse mesmo mundo que hoje celebra para termos o direito, vez e voz de ‘sermos quem quisermos ser’ – máxima que ganhou a mídia e diz muito sobre internalizar a condição de ser livre. De provedoras dos filhos a ativistas pela igualdade econômica, política, social e moral, admiro todo o ato que induz ou diz respeito ao que é correto e justo. Sei que muitas realidades ainda não condizem com o ideário de liberdade que respeito, mas apoio e luto pelo direito adquirido e pelo que ainda precisa ser.

Quem me conhece também sabe o quanto prezo pelo meu trabalho, um desafio diário. Prezo e admiro todas as mulheres que escolheram trabalhar com comunicação. Assim como em outras profissões, ser comunicóloga tem as suas lutas. E são muitas, eu diria. De todas as habilitações, eu escolhi a Publicidade e Propaganda. No mercado, meu trabalho acontece no setor denominado de Atendimento, um universo particular em uma agência, e fora dela. Sim, nós Atendimentos, circulamos por todos os setores, estamos no cliente, nos bastidores do evento do cliente, no evento do cliente, e no pós-evento também. Dizem que somos os olhos da agência. E na agência, ah!, lá nós somos o coração. Sim, eu realmente acredito e vejo no setor, profissionais que são extremamente ‘coração’.

Também me orgulha muito observar e aprender com o trabalho que as mulheres da minha agência realizam, sem distinções. Especialmente no meu universo, o Atendimento, analiso e percebo quantas características aquelas mulheres reúnem. Dentre elas estão: cuidado, atenção, agilidade, experiência, paciência, visão, afinal, é uma função que exige: a gente elabora briefings, debate problemas de comunicação com o Planejamento, barganha melhores negociações com a Mídia, discute layouts e textos com a Criação, aprende e vive experiências ao materializar trabalhos com a Produção; mas que também oferece tanto: a gente entende a importância da profissão quando acompanha e percebe os problemas de comunicação sendo minimizados.

A agência onde trabalho atende muitas contas públicas, e é extremamente satisfatório perceber, por exemplo, que o nosso trabalho diário chega à dona Maria, que mora na zona rural de uma cidade do interior, pois a prefeitura está informando que ela pode agendar um atendimento médico pelo telefone, sem a necessidade de se deslocar até um posto de saúde para efetivar a solicitação. Uma equipe de pessoas trabalhando pelo mesmo objetivo: Clientes, Atendimentos, Mídias, Redatores, Diretores de Arte, Planejamentos, Produtores, Diretores; homens e mulheres. Não é só o trabalho, são as pessoas. E isso muda a razão de ser, pois reforça propósitos, um deles: a possibilidade de melhorar tudo. Não precisa ser, necessariamente, revolucionário, mas o espírito de tudo precisa, pois é o que vai garantir que todos, inclusive nós mulheres, ‘sejamos quem quisermos ser’.

Ariane Xarão é publicitária e pesquisadora. Executiva de contas na agência Moove e Mestre em Comunicação Midiática, Mídias e Estratégias Comunicacionais.”

 

Você pode conferir também através do link direto do site da Coletiva.net.

http://coletiva.net/noticias/2017/03/publicacao-de-artigos-femininos-marca-semana-da-mulher-em-coletiva-net/